Olá Meninas!!!

Com o pé na estrada é um quadro que eu criei para falar um pouquinho, das cidades por onde eu passar e vou começar pela minha cidade: Itapissuma.

A palavra Itapissuma é de origem tupi-guarani que significa Pedra Negra por causa de grandes pedras moles que ficavam à beira do Canal de Santa Cruz onde o mesmo banha a cidade.  


Essa pequena cidade tem pouco mais de 22.000 habitantes, fica na região metropolitana a 36k da capital de Pernambuco: Recife .


E essa aí é a nossa igreja matriz, foi a primeira igreja, construída na antiga vila indígena no século XVII pelo padre Camilo de Mendonça e foi dedicada a São Gonçalo do Amarante.


Cruzeiro de frente para a igreja Matriz e a sua frente o canal de Santa Cruz, que torna essa pequena cidade ainda mais bela. Adoro passear nesse cais de tardezinha, me sentar de frente para o canal e sentir a briza do mar ao cair da tarde. 



E esse é o fórum da nossa cidade, um dos casarios mais antigos de Itapissuma e que fazem parte do patrimônio histórico da cidade... 


Esse aí, vocês já ouviram falar, é onde eu aprendi muitas das minhas artes: Fiz curso de crochê, bordado, tapeçaria, pintura em tecido, trabalhos com gesso. Foi aí que passei boa parte da minha infância aprendendo o que hoje eu amo fazer: Arte.


Ainda lembro o nome da minha primeira professora: Edleuza, me ensinou crochê (algo que fazia muito bem) e pintura em tecido (algo que não me aperfeiçoei muito bem), Foram tempos maravilhosos... 


Acima você vê o canal de Santa Cruz, esse canal é na verdade um braço de maré (mistura de água doce a salgada) e abaixo a ponte que liga a cidade de Itapissuma a ilha de Itamaracá (cidade que vou falar mais tarde).



A cidade é de origem indígena e a maioria das famílias são formadas por pessoas humildes, entre elas: pescadores, marisqueiros, catadores de caranguejo, e outros que todos os dias vão para o canal buscar o sustento da família.

A cidade também é conhecida como terra da caldeirada (Sinfonia marítima), um prato típico do local e muito apreciado pelos turistas que veem em busca de iguarias do mar.

Eu nasci em Paulista-PE, mas fui criada em Itapissuma, cidade onde nasceu minha mãe Nancy filha do pescador Antonio Carneiro e da dona de casa Maria Lúcia (os dois hoje já estão ao lado de Deus).

É isso gente, essa é a minha cidade, essa é a minha História!
Me contem a de vocês!

#ComopénaEstrada
Menina Prendada.

4 Comentários

  1. Oieee!
    que aconchegante sua cidade, eu também sou de cidade pequena, beeem pequena, de Morrinhos-Ce, aos 11 anos mudei para a capital, Fortaleza. amooo minhas origens, saudade da minha terrinha, faz tempo q não vou lá..

    Adorei conhecer sua cidade!
    Doce dia,
    bjoos, eli.

    ResponderExcluir
  2. oi menina prendada
    adorei tua cidade
    adoraria conhecer todas cidades bucolicas
    ao vivo e a cores
    e esta artquitetura
    super - eu iria ficar encantada
    e com centro cultural para aprender artes
    que sortuda
    adorei saber da tua historia
    bjs
    lu

    ResponderExcluir
  3. Linda sua cidade!
    Adoro caldeirada, tenho que passear por ai.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Obrigado meninas pelo carinho, sempre fazendo visitinhas ao meu cantinho!

    ResponderExcluir

Adoro quando recebo uma visita!